5 formas de aplicar o estudo ativo aos Mapas Mentais

Laura Amorim

Laura Amorim

Aplicar o estudo ativo a Mapas Mentais é uma das técnicas de estudo que considero mais eficientes e proveitosas no estudo e revisão para concursos públicos! Isso porque, ao usar o estudo ativo na preparação para concursos, você irá intensificar a concentração no seu estudo (e até parar de se distrair com barulhos, pensamentos aleatórios e com seu celular), e absorver de verdade o conteúdo.

O estudo ativo é ideal para aqueles que acreditam que “só aprendem escrevendo”. A verdade é que, ao escrever, é necessário que nos concentremos de forma adequada, o que geralmente não fazemos na leitura passiva. O maior objetivo do estudo ativo é garantir que você foque realmente em seus estudos também durante a leitura. Portanto, o método permite a vantagem do “estudar escrevendo” (maior concentração e assimilação do conteúdo), vencendo sua grande desvantagem: é muito mais rápido apenas marcar o material do que escrever e reescrever várias vezes a mesma coisa.

A melhor forma de fazer o estudo ativo é combiná-lo com Mapas Mentais – uma ferramenta que, por si só, propicia a memorização e retenção dos conteúdos. Por isso, vou te ensinar aqui 5 formas de aplicar estudo ativo a Mapas Mentais, para que você aplique essa técnica aos seus Mapas da Lulu e evolua nos estudos de forma ágil e consistente.

O que são Mapas Mentais?

Antes de mais nada, devemos partir do início: o que são Mapas Mentais? Os Mapas Mentais são um sistema de conexões que parte de um tema central, capaz de otimizar a memorização e a organização do conteúdo ao proporcionar uma melhor visualização da informação. De forma mais simples, um Mapa Mental pode ser simbolizado por uma árvore: o tronco é o conteúdo principal e os galhos são os assuntos diretamente ligados a ele, que serão desenvolvidos.

O objetivo dos Mapas Mentais é acelerar o processo de aprendizagem, exibindo os assuntos de forma organizada e inteligível, e evitar que você se esqueça dos conteúdos já estudados. Isso porque os Mapas possibilitam revisões mais rápidas, frequentes e assertivas.

Mas não se engane: Mapa Mental é, sobretudo, técnica. Por isso, os Mapas Mentais para concursos devem abordar os temas com clareza, principalmente quando forem direcionados a uma terceira pessoa. Ela precisa bater o olho e entender cada ponto, tópico e conseguir encaixar tudo isso em um contexto geral. Esta é justamente a proposta dos Mapas da Lulu: com estes Mapas Mentais, que são os melhores para concursos públicos, você conseguirá estudar e revisar a matéria para a sua prova de forma ágil e direcionada, assimilando de verdade a matéria.

Já viu que é uma ferramenta poderosíssima, né? Combine-a ao estudo ativo e você irá transformar de verdade a sua memorização e os seus resultados no estudo e revisão para concursos.

E, afinal, o que é o estudo ativo? E como aplicá-lo aos Mapas Mentais?

O estudo ativo é o ato de “interagir” ativamente com o seu material, fazendo anotações, marcações, grifos e sinalizações, ao invés de apenas lê-lo, de forma passiva.

Pode parecer simples, mas a técnica é muito eficiente. O fato de você anotar, grifar e circular, literalmente, rabiscar seu material, faz com que você ative outras áreas do seu cérebro, como a necessária à própria coordenação motora, mantendo-o mais focado, graças ao esforço extra que a escrita exige. Assim, a mudança da postura de estudo para a forma ativa exigirá de você uma maior concentração e reforçará a sua memorização dos conteúdos.

Porém, é claro que essas marcações no seu material não devem ser aleatórias, e sim feitas de forma estratégica! Por isso, vou mostrar aqui 5 formas de aplicar o estudo ativo a Mapas Mentais e melhorar consideravelmente a sua tornar a sua assimilação e memorização.

5 formas de aplicar o estudo ativo aos Mapas Mentais

#1: Estudo ativo com palavras-chave

Palavras-chave são os elementos mais importantes dos Mapas Mentais, porque é em torno delas que cada Mapa é elaborado. Por isso, ao fazer o estudo ativo para concursos, você deve dar uma especial atenção a elas, grifando-as e destacando-as.

Como você pode ver aqui nos meus Mapas Mentais de Direito Penal, me preocupei em enfatizar e destacar as palavras mais importantes relacionadas a cada assunto. Quando for estudar com os Mapas Mentais, grife-as novamente!

Lembre-se, a aplicação do estudo ativo a Mapas Mentais é tanto para que o material fique personalizado, como para que você se mantenha concentrado durante seu estudo e foque sua atenção naquelas palavras de maior importância para a sua prova de concurso público.

#2: Estudo ativo com mnemônicos

A memorização mnemônica é uma técnica de memorização baseada na associação daquilo que precisa ser lembrado com alguma outra coisa de mais fácil memorização. 

No Direito, por exemplo, um dos mnemônicos mais famosos é o “SoCiDiVaPlu”, do Direito Constitucional: são os Fundamentos da República Federativa do Brasil.

Mnemônico: SoCiDiVaPlu

So — soberania

Ci — cidadania

Di — dignidade da pessoa humana

Va — valores sociais do trabalho e da livre iniciativa

Plu — pluralismo político 

Essa é uma técnica que realmente funciona e que usei muito nos Mapas da Lulu, como você pode ver nos Mapas Mentais de Direito Constitucional:

No entanto, quando você se deparar com mnemônicos durante suas revisões, não basta você simplesmente lê-los e passar para o próximo tópico! Sempre que vir um mnemônico, reescreva-o ao lado e desenvolva a ideia a ser lembrada (e não apenas as “siglas”). Assim, durante a prova, o significado estará fresco na sua memória.

#3: Estudo ativo com números (datas, quóruns, percentuais, valores…)

Lembre-se: revisar não é só ler. Muita gente apenas folheia o material de revisão e lê rapidamente números, datas, valores, sem se ater a estas informações. Não faça isso! 

Muitas provas cobram bastantes “decorebas” como essas (de percentuais, valores, prazos e por aí vai!). Então, é importante dar atenção a isso, principalmente naquelas revisões de pós-edital.

Você pode ver aqui um exemplo de número ao qual precisa prestar atenção: os prazos prescricionais no Direito Penal.

Então, quando houver algum número nos seus Mapas da Lulu, marque-o no seu Mapa e busque passar por esta informação diversas vezes.

#4: Estudo ativo com tabelas 

Este é um dos recursos mais frequentes nos Mapas da Lulu. Quando se deparar com uma tabela nos seus Mapas Mentais, como no caso dos crimes de racismo, tráfico, terrorismo e tortura, grupos armados (a banca gosta de trocar inafiançável com imprescritível ou com insuscetível de graça), tente reconstruí-las sem colar! Pode ser no próprio material, em um post-it ou folha de rascunho.

Aqui está um outro exemplo em que se pode aplicar esta técnica de estudo ativo: as tabelas dos Mapas Mentais de Obrigações, um tema de Direito Civil.

São esses exercícios que transformam sua revisão em algo realmente útil. Não adianta deixar passar tudo batido!

#5: Estudo ativo com fórmulas

A ideia para as fórmulas é a mesma das tabelas: ao se deparar com fórmulas nos seu Mapas Mentais, reescreva-as várias e várias vezes, sem colar. Assim, a cada nova leitura, você estará estar mais afiado. Não caia na besteira de achar que já sabe tudo e que, por isso, uma leitura rápida é o suficiente. A revisão não é apenas para você se lembrar do que esqueceu, mas também para não perder aquilo que já memorizou.

Veja aqui alguns exemplos de fórmulas nos Mapas Mentais de Estatística:

Aplicar o estudo ativo a Mapas Mentais: uma técnica efetiva de memorização para concursos

Por fim, lembre-se de aplicar o estudo ativo não apenas quando estiver revisando com os Mapas da Lulu, mas em todos os materiais (como PDFs e lei seca) e fases da sua preparação para concursos (tanto no estudo quanto na revisão). Esta técnica reforçará a sua memorização e absorção dos conteúdos, e te permitira evoluir nos estudos com mais velocidade e consistência, ficando cada vez mais próximo de conquistar a sua aprovação.

Se quiser saber mais sobre técnicas de estudo e revisão, não deixe de conferir o meu canal do YouTube! Lá, eu onde ensino tudo sobre a preparação para concursos públicos! Para acessar é só clicar aqui.

Até a próxima!

Compartilhe esse artigo

Sobre a autora

Sobre a autora

Aprovada nos concursos de Auditor Fiscal Estadual de Santa Catarina (7º Lugar), Auditor Fiscal Estadual de Goiás (23º lugar), Consultor Legislativo (4º lugar), Agente da Polícia Federal (em 2021).

Especialista em preparação para concursos públicos, técnicas de aprendizagem acelerada e estudos de alto rendimento.

Assine nossa Newsletter

Melhore seu desempenho em provas e concursos com dicas direto no seu email

Conheça nosso podcast

newsletter

Mantenha-se atualizado com
dicas direto no seu e-mail

Ao prosseguir, concordo com os Termos de Uso e reconheço que li as Políticas de Privacidade.

Contato por WhatsApp