5 formas de usar os mapas mentais para concursos públicos

Laura Amorim

Laura Amorim

Vamos aprender, a partir de agora, 5 formas de usar os mapas mentais nos seus estudos para concursos públicos.

Muitos concurseiros imaginam que os mapas mentais são utilizados apenas para revisão de teoria das disciplinas. Mas isso é um grande engano. Eles podem ser utilizados das mais variadas maneiras durante a sua preparação para provas de concursos.

Ficou curioso? Então venha comigo e aprenda 5 maneiras de usar os mapas mentais para concursos públicos.

1º) Ler e estudar o conteúdo dos mapas mentais para concursos

A forma clássica, e mais conhecida, de utilizar os mapas mentais na preparação para concurso público é a leitura e o estudo dos tópicos mais importantes de determinado assunto.

Contudo, é importantíssimo destacar a relevância de o seu estudo ser ativo. Em outras palavras, não apenas leia os seus mapas mentais, mas também faça grifos, circule palavras-chave, sublinhe trechos que você julgue importante, faça anotações. Essas práticas auxiliam na memorização mais rápida do conteúdo.

Entretanto, há outras formas ainda mais eficazes de utilizar os seus mapas mentais. Vamos a elas?

2º) Mapas mentais como material-base para acompanhar a videoaula

Uma das maneiras de estudar para concursos é por meio de videoaulas. Contudo, ninguém assiste uma videoaula apenas uma vez e já consegue memorizar todo aquele conteúdo, não é mesmo?

Assim, um importante uso dos mapas mentais no seu estudo é como material-base para acompanhar a videoaula.

Desse modo, você poderá acompanhar a aula com o seu mapa mental, realizando anotações de tópicos que não estão nos mapas, grifando partes que o professor julgar importantes, acrescentando ressalvas específicas para o seu certame, entre outras vantagens.

Dessa maneira, você realizará um estudo ativo duplo, uma vez que você irá ler no mapa os assuntos discutidos pelo professor, além de realizar anotações sobre os tópicos importantes que não estão presentes no seu material, seja ele impresso ou digital.

Mas cuidado, pessoal! Não é para você anotar toda a aula no seu material. Apenas realize acréscimos que o professor e você julgar relevantes para o seu aprendizado.

3º) Caderno de erros

O caderno de erros é uma importante ferramenta no seu estudo.

Mas você sabe o que é caderno de erros? Bom, ele é um material no qual você armazena as informações relevantes ao errar uma questão. Assim, ele será utilizado como material de revisão para que você aprenda aquele assunto que você não conseguiu acertar a resolução durante o seu estudo.

Entretanto, com o passar do tempo, o seu caderno de erros começa a se tornar volumoso, podendo ficar desorganizado, o que dificulta a sua revisão.

Nesse sentido, os mapas mentais podem ser um importante aliado neste problema.

Quando você errar uma questão, você poderá colocar a informação adquirida no seu mapa mental daquele tópico. Dessa maneira, você terá o seu caderno de erros organizado por temas, sendo mais fácil de revisar o conteúdo e de otimizá-lo, no caso de ele começar a se tornar muito volumoso.

Em outras palavras, você terá um super material personalizado de revisão, feito por você!

4º) Usar o mapa mental antes de estudar o assunto

Quando você vai começar um assunto novo, pelo estudo de um pdf, por exemplo, você pode ficar um pouco perdido no início, sem saber do que ele se trata, quais são os assuntos mais relevantes, entre outras dúvidas.

Todavia, ao ler o seu mapa mental antes de estudar um tópico pela primeira vez, você já irá ler o seu pdf da matéria com um conhecimento prévio e uma visão geral sobre o tema. Assim, você já saberá o volume do assunto, poderá direcionar a sua leitura para os tópicos mais relevantes, terá um entendimento mais fácil do tema, entre outros benefícios.

5º) Mapas mentais como guia de recuperação das informações no estudo para concursos

Algumas pesquisas mostram que tentar relembrar o assunto estudado é um método mais eficaz de reter o conteúdo do que apenas simplesmente reler o texto.

Assim, antes de ler os seus mapas mentais para revisar os tópicos mais relevantes, você pode fazer um exercício de tentar lembrar as principais informações daquele assunto. Dessa maneira, você poderá identificar quais são as suas principais lacunas naquele tema, e focar neles durante o seu estudo.

Lembre-se: no estudo, onde há mais esforço cognitivo, há mais resultado.

Pessoal, estamos finalizando o nosso artigo sobre como usar os mapas mentais na sua preparação para concursos públicos. Esperamos que vocês tenham gostado.

Você quer se inspirar naqueles que já foram aprovados utilizando os melhores mapas mentais do mercado, os Mapas da Lulu?

Então confira abaixo 4 entrevistas imperdíveis com os nossos alunos que venceram a banca e conseguiram o seu tão sonhado cargo público.

Você quer ver mais depoimentos de aprovados que utilizaram os nossos mapas mentais para concursos? Então clique aqui e confira a nossa lista completa de vídeos gravados pelos nossos alunos que obtiveram sucesso na sua jornada com o auxílio dos Mapas da Lulu!

Bons estudos a todos e até a próxima, pessoal!

Compartilhe esse artigo

Sobre a autora

Sobre a autora

Aprovada nos concursos de Auditor Fiscal Estadual de Santa Catarina (7º Lugar), Auditor Fiscal Estadual de Goiás (23º lugar), Consultor Legislativo (4º lugar), Agente da Polícia Federal (em 2021).

Especialista em preparação para concursos públicos, técnicas de aprendizagem acelerada e estudos de alto rendimento.

Assine nossa Newsletter

Melhore seu desempenho em provas e concursos com dicas direto no seu email

Conheça nosso podcast

newsletter

Mantenha-se atualizado com
dicas direto no seu e-mail

Ao prosseguir, concordo com os Termos de Uso e reconheço que li as Políticas de Privacidade.

Contato por WhatsApp